3 Configurações Indispensáveis para seu Receiver e que todo Home Theater Deve Ter

Tempo de leitura: 2 minutos

Você sabia que há 3 configurações que você não pode deixar de fazer no seu receiver do home theater? Descubra quais são e por quê são tão importantes!

Anteriormente, a Audio Prime já explorou junto com você todo o menu do receiver com setup de todas as funções, já mostrou os 13 passos para fazer as configurações essenciais, e agora você vai conhecer as três regulagens indispensáveis para que o receiver entregue a melhor qualidade audiovisual possível ao seu home theater.

Mas atenção, porque quando a Audio Prime diz que essas três configurações são realmente indispensáveis, não é à toa: sem elas, todo o trabalho que você teve fazendo o setup das outras funções vai por água abaixo.

Então vem com a gente descobrir quais são esses ajustes e por quê são tão importantes!

1 – Configurar o Power Amp Assign

Para usar como exemplo, a Audio Prime usou um receiver Yamaha RX-V585, mas vale lembrar que essas, assim como todas as outras regulagens que recomendamos, são configurações padrão, podendo ser usadas em qualquer modelo e marca de equipamento.

A configuração do power Amp Assign deve ser feita através da configuração do menu Speaker. Nele você vai definir como será o modo de funcionamento do seu receiver: 5.1, Zona 2 ou B, Surround Back, Bi-Amp, etc.

É possível que ao fazer essa seleção apareça ao lado um desenho de como as caixas de som estão dispostas no ambiente, mas é muito importante fazer esse setup.

02 – Configurar a distância

Ainda dentro do meu Speaker, mas fora das configurações, é preciso configurar corretamente a distância espacial do equipamento.

Como o receiver é o “cérebro” do sistema, ele precisa saber a distância correta das caixas de som para que possa entregar o melhor resultado.

03 – Habilitar o HDMI Control

Por último, mas nem por isso menos importante, dentro do menu HDMI é preciso habilitar a função HDMI Control.

Isso é absolutamente necessário para dar mais fluidez ao trabalho desempenhado pelo receiver, favorecendo a integração com a TV.

Ao realizar a habilitação do HDMI Control, por outro lado, você já estará automaticamente habilitando o ARC, que é a sigla para o Audio Return Channel, em inglês, ou seja, o Canal de Retorno do Áudio.

Lembre-se, se não fizer essas três configurações indispensáveis o seu receiver não vai conseguir entregar toda a qualidade possível para o seu home theater, por isso elas são indispensáveis para que você consiga o melhor resultado com o seu sistema audiovisual.

E então, gostou das dicas de hoje, ficou alguma dúvida? Já sabe, se tiver alguma pergunta ou sugestão para um próximo conteúdo, compartilha com a gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.