13 Passos para Configurar seu Receiver de Home Theater

Tempo de leitura: 5 minutos

Veja como configurar seu receiver através destes 13 passos básicos, mas essenciais para a qualidade do seu home theater!

Você fica em dúvida na hora de configurar receiver para o seu home theater? A partir de hoje isso acabou.

Afinal, da mesma forma que há 7 erros básicos que você não pode cometer, há também 13 passos fundamentais para configurar receiver que você vai conhecer agora.

Então pegue o lápis e papel e vem com a gente acompanhar essa verdadeira aula prática sobre o setup do seu receiver!

Veja como configurar receiver para potencializar o desempenho do aparelho

Para isso nós vamos usar como base um Yamaha RX-V585 BL 7.2 Dolby Atmos, mas essa regulagem primária serve para configurar receiver de qualquer outra marca ou modelo.

Essas dicas serão feitas através de quatro menus: Speaker, HDMI, Sound e Eco.

Configuração do Menu Speaker

1 – Configurar receiver de acordo com a forma de trabalho

A primeira coisa a fazer é configurar o receiver de acordo com o layout da sala. Isso é feito nas configurações do menu Speaker. 

Clique em power up assign para escolher entre o modo de canais (5.1 no nosso receiver modelo), presence (quando há alto-falante front high ou Dolby Atmos no setup, por exemplo), surround back (principalmente para os 7.1), bi ampli (quando o receiver for usado para o modo de bi amplificação) e zona B ou zona 2.

2 – Definir a caixa de som como small ou large

Aqui a questão é o crossover da caixa de som que está utilizando. Por padrão, uma caixa de som large (grande) tem alto-falantes maiores de 6 ¼” (maiores que 16 cm).

Na prática a Audio Prime recomenda colocar como small (pequena) sempre que as caixas forem embutidas no teto, garantindo um maior apoio do subwoofer. Nas caixas com maior desempenho, como as torres, a recomendação é fazer o setup como large.

3 – Configurar o crossover

Em alguns receivers aparece um símbolo indicando qual medida é ideal. Uma dica é olhar no manual do fabricante da caixa de som a partir de qual a frequência ela trabalha para configurar receiver.

Na prática, a Audio Prime percebe que principalmente as caixas embutidas costumam trabalhar melhor o áudio em um crossover entre 80Hz e 120Hz. A indicação, então, é começar com uma faixa mais baixa e ir testando a resposta com outras medidas.

Tenha em mente que sempre que aumentar o crossover a caixa terá um pouco menos de grave, que deverá ser compensado pelo subwoofer. O que ela não pode é trabalhar de forma forçada.

4 – Configurar receiver de acordo com a distância das caixas

Ainda no menu Speaker, mas agora no item Distance, mude a medida para metros, caso esteja em feet (pés, em inglês), e coloque a medida mais exata possível da distância entre cada caixa de som e do subwoofer em relação ao melhor ponto de quem assiste do sofá.

Agora a dica de ouro da Audio Prime: adicione sempre entre 50cm e 1m a mais na distância do subwoofer. Assim ele dará um pouco mais de profundidade aos graves na sala.

5 – Faça o ajuste do Level

Em relação ao level, não há como indicar um valor ideal porque cada ambiente tem suas características próprias.

No entanto, mesmo que o setup seja feito automaticamente com o microfone de calibragem, a Audio Prime recomenda fazer uma revisão manual para verificar se não há nenhuma distorção e ajustar até chegar aos melhores valores.

Cada vez que o level de um canal é aumentado a tendência é aumentar também a saturação e a distorção do áudio nesse canal.

Como preferência pessoal, a Audio Prime gosta de adicionar um pouco mais brilho nos canais central e no surround, de 1dB a 2dB.

É o oposto no subwoofer, geralmente zerando os dB porque tradicionalmente a Audio Prime já superdimensiona o aparelho para as salas – e ainda há o recurso de volume na parte traseira do próprio aparelho.

Configuração do Menu HDMI

6 e 7 – Faça as ativações no HDMI

O próximo passo é ativar os comandos de HDMI no menu próprio. Com o HDMI Control no “On” você comanda o liga e desliga do receiver e da TV.

Ao fazer isso novas configurações são abertas, permitindo a ativação também do ARC (Audio Return Channel), que é a nossa sétima configuração.

Configuração do Menu Sound

8 – Faça a sincronização do áudio com a imagem

Pouco conhecida, a função Lipsync é importante porque é a sincronização do áudio da fala com os movimentos no vídeo, evitando um atraso entre a imagem e o áudio.

9 – Ajuste a função Dialogue

Aumente um pouco o timbre da voz, potencializando o canal central responsável pelos diálogos.

10 e 11 – Volume do sistema

Há dois pontos interessantes na hora de configurar seu receiver em relação ao volume do sistema. Uma deles é a escala (scale), que pode ser configurada para referência em dB ou não.

O outro ponto é o volume máximo, porque há sempre um ponto em que a caixa vibra de forma diferente e o sistema já não entrega a qualidade que se espera. Então ao determinar o volume máximo você está evitando que chegue a um ponto de distorção.

Configuração do Menu Eco do receiver

12 – Desabilite o modo Eco

Simples assim. Desabilite o modo Eco porque ele restringe algumas funções no receiver, evitando que você consiga extrair o máximo desempenho do sistema.

13 – Dica extra de ouro da Audio Prime

A 13ª dica é totalmente fora do receiver, e sim na seleção da forma como o áudio está saindo da fonte (streaming, TV, receptor de TV a cabo, etc) para o seu receiver: colocando em 5.1 ou ativando o Dolby Atmos, por exemplo, automático, etc.

Essas são os 13 passos básicos para para configurar receiver e conseguir extrair o máximo de qualidade do seu home theater!

Quer saber mais, ficou alguma dúvida? Fala com a gente pelo WhatsApp ou sugira algum assunto para o nosso próximo conteúdo!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.