7 Erros básicos na configuração do receiver para home theater

Tempo de leitura: 4 minutos

Confira os sete erros básicos que a Audio Prime identificou na configuração do receiver e aproveite muito mais seu home theater!

Eles são tão básicos que na maioria das vezes até passam despercebidos – mas não é por isso que não são erros. Hoje a Audio Prime vai listar, de forma superficial, os sete erros mais comuns na configuração do receiver para home theater.

Apesar de banais, a questão é que esses sete erros acabam fazendo muita diferença no resultado, e não deixam que você aproveite a experiência sonora da forma que poderia.

Descubra quais são e veja como nunca mais repeti-los no seu home theater!

1 – Setup errado na configuração do receiver

É simples e é comum: o setup errado – ou inexistente – do receiver. Isso acontece quando alguém simplesmente liga todas as caixas no aparelho, senta no sofá e dá o play.

Não ajusta a distância, nem a potência, não explora o menu nem nenhuma possibilidade de configuração do receiver.

Então o setup fica inadequado porque é o que vem de fábrica e não corresponde à realidade da sua sala.

2 – Crossover muito baixo

O crossover muito baixo é outro erro comum. Há quem coloque em 80, 60 ou até 40 hertz porque quer ter um grave mais profundo.

Errado. Dessa forma haverá uma disparidade muito grande entre as caixas de som frontais do home theater e o grave, impedindo que o resultado seja harmônico.

3 – Definição de todas as caixas como “large”

O receiver tem uma opção no setup para o usuário definir se as caixas de som usadas são “small” ou “large”. O erro comum é achar que definindo todas as caixas de som como “large” o som vai ter mais punch.

No entanto, a menos que você tenha um sistema de caixas de som torres ou, até mesmo bookshelfs, o ideal é que o setup seja feito sempre como “small”.

O que acontece é que esse tipo de setup é referente à faixa de frequência de crossover que é enviada para as caixas de som.

Por isso, principalmente no home theater com todas as caixas de som embutidas, por melhor que sejam, o sistema vai funcionar muito melhor se no setup elas estiverem definidas como “small”.

4 – Sala sem material acústico

Também é um erro básico ter uma sala de cinema sem materiais de capacidade absortiva, como tapetes e cortinas, e ainda com sofá de couro, por exemplo.

Em uma sala assim há muitas superfícies reflexivas, reduzindo o desempenho do home theater.

O ideal é que seja o contrário: quanto maior o coeficiente de absorção na sala, melhor será o desempenho do sistema.

5 – Não fazer o setup do modo de som dos equipamentos

Outro erro banal e comum é simplesmente não fazer o setup do modo de som da Smart TV, do vídeo game, do decoder da TV a cabo e dos equipamentos em geral.

É errado apenas ligar os aparelhos sem explorar o menu. O certo é verificar se o som está configurado para estéreo, para Dolby Atmos ou, pelo menos, no modo automático – onde a informação dos canais é passada automaticamente para o receiver.

É até comum o equipamento vir de fábrica com a configuração de som para estéreo, mas como o usuário não procura saber como está o setup, acaba não tendo a experiência que deveria se o áudio fosse processado da forma correta pelo receiver.

6 – Erro no ajuste fino

Depois de fazer o setup básico, ajustando a distância e rodando o microfone de auto calibragem do sistema, por exemplo, o correto é usar a própria sensibilidade para fazer um ajuste fino.

A ideia é colocar uma música, show ou filme conhecido e tentar sentir se o som está sendo reproduzido da forma que deveria.

É o caso de fechar os olhos e perceber se tem a sensação de estar no meio do evento, de no surround as palmas de um show estarem proporcionais ao som que está vindo da frente, por exemplo.

Se isso não acontecer, é sinal que é preciso fazer um ajuste fino, que pode ser um aumento no som do subwoofer, por exemplo.

7 – Distância do subwoofer

A Audio Prime já percebeu que algumas salas se comportam melhor com uma distância um pouco maior do subwoofer. O dimensionamento desse afastamento, por sua vez, também acaba sendo uma complementação ao próprio erro anterior, a falta ou falha no ajuste fino.

A sugestão, então, é fazer um teste: se coloque no meio da sala e ouça o setup, com a distância padrão do subwoofer a 4,5 m e mexa no volume.

Então experimente afastar um pouco o subwoofer, colocando a 6 m, por exemplo, e ouça. A distância maior muitas vezes aumenta a profundidade do grave, melhorando a experiência de imersão sonora.

Esses são os sete erros básicos mais identificados pela Audio Prime. Conhecendo-os, fica mais fácil não repeti-los de agora em diante!

E então, gostou das dicas de hoje, quer saber mais sobre algum desses sete erros? Deixe aqui nos comentários a sua sugestão para que a Audio Prime se aprofunde mais no próximo conteúdo!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.