Especial Perguntas | Denon ou Yamaha? Home Theater sem Subwoofer? ARC com Dolby Atmos?

Tempo de leitura: 4 minutos

A Audio Prime comemora a marca de 10 mil inscritos no Youtube respondendo às perguntas compartilhadas. Aproveite para tirar todas as suas dúvidas neste conteúdo especial!

Para comemorar os 10 mil inscritos da Audio Prime, resolvemos criar um conteúdo diferente para você. Neste post responderemos uma série de perguntas que foram enviadas pelos comentários em nossos materiais. Com certeza elas também são a dúvida de muitos, confira:

1 – Fernando Maia – O que é melhor? Caixas de som torres/bookshelfs ou de embutir?

Resposta: Acústica do ambiente e qualidade da caixa são coisas diferentes. O ambiente com acústica tende a ser sempre muito melhor do que um ambiente sem acústica.

Por outro lado, de um modo geral, a caixa torre/bookshelf será sempre melhor do que uma caixa de embutir porque seu desempenho sofre menos influência de fatores externos.

2 – Edson – Como montar o primeiro setup em uma sala pequena?

Resposta: Edson, a gente já tem vídeo sobre o assunto, então dá uma olhadinha nesse link que você vai entender tudo sobre o assunto: 

3 – Kaleb – No setup do Dolby Atmos as caixas de som Height precisam ser anguladas?

Resposta: As caixas front height servem para aumentar a sensação de imersão verticalizada do processo surround.

A caixa de som torre, própria para Dolby Atmos, vem com opção de colocar um alto-falante virado para o alto. Assim o som bate no teto e rebate para quem está assistindo.

Só que não há muitos produtos assim, então o segundo setup indicado pela Dolby é a colocação de caixas de som no teto, obrigatoriamente, entre a TV e o sofá.

Se você colocá-las próximas da TV e sua sala for comprida, as caixas devem ser anguladas. Mas se a sala for pequena ou se elas já estiverem previamente embutidas, podem ser colocadas antes do sofá, não precisando ser anguladas.

4 – Cris – Como funcionam as saídas Trigger?

Resposta: Trigger significa gatilho e, nesse caso, serve para mandar um comando para o próximo equipamento. Por exemplo, um receiver com saída Trigger será conectado a um subwoofer, projetor ou cooler com entrada Trigger. Se o equipamento estiver em stand-by, quando o receiver for ligado enviará um gatilho para que ele “acorde”.

5 – Qual o melhor posicionamento do subwoofer?

Resposta: Nós temos um vídeo bem legal sobre esse assunto, basta clicar aqui: 

Mas vale relembrar que a difusão da frequência de um subwoofer é radial. Então a qualidade será otimizada se o aparelho ficar embaixo da TV, criando uma uniformidade entre os canais esquerdo e direito.

6 – Isaías – O cabo SPDIF é o mesmo que o óptico?

Resposta: Sim, é o mesmo. SPDIF é o nome técnico do cabo óptico.

7 – Wilson Cordeiro – Qual a melhor marca de receiver: Denon ou Yamaha?

Resposta: É muito difícil responder qual é a melhor. É interessante fazer uma análise de todas as features do equipamento e ver qual se adequa mais a você. A melhor marca é a que mais oferece suporte na pré-venda, instalação e pós-venda.

Hoje há muitos equipamentos que vêm de fora mas não têm garantia aqui no Brasil. Então o importante é comprar de um distribuidor oficial.

Mas para não dizer que a Audio Prime não tem uma opinião: da Yamaha gostamos muito da qualidade do áudio, entretanto, consideramos a usabilidade do aplicativo da Denon melhor. O restante é muito parecido.

8 – Giovani – O áudio via cabo HDMI ARC possui a mesma capacidade que o cabo óptico?

Resposta: Não, o HDMI ARC serve para pegar o som da TV e jogar para o equipamento, mas o cabo HDMI ARC não suporta a capacidade de transmissão que um sistema Dolby Atmos necessita.

O cabo óptico é mais garantido e a banda de transmissão é muito maior. Use o ARC apenas para quebrar um galho pontual. Temos um vídeo que explica um pouco mais sobre o ARC: 

9 – Ruiter – Qual a diferença entre um amplificador e um módulo para som automotivo?

Resposta: São bem parecidos, principalmente amplificadores classe D e módulos classe D (amplificação digital), mas o módulo tem uma alimentação diferente. Na verdade são mais peculiaridades adaptadas ao uso de cada um do que diferenças.

10 – Pedroco – O importante é a impedância do alto-falante não ser menor do que a do receiver?

Resposta: Sim, a impedância do alto-falante não pode ser menor do que a do receiver, essa é a regra de ouro para não prejudicar seu amplificador. Assista ao vídeo que fizemos sobre o casamento de impedância: 

11 – Ricardo – Home theater sem subwoofer, já fez algum projeto dessa forma?

Resposta: Nunca fizemos um projeto de home theater sem subwoofer. O áudio da gravação é decodificado para os canais sendo reproduzido no formato ideal em que foi gravado.

Na hora da gravação é escolhido um canal para os graves, então montar um home theater sem subwoofer, que potencializa os graves, não faz sentido nenhum em um cinema em casa.

E você tem perguntas? Escreva sua dúvida aqui nos comentários ou fale com um de nossos especialistas através do nosso WhatsApp. Esperamos que tenha gostado e até a próxima leitura!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.