Qual a diferença entre um receiver com Zona B e Zona 2?

Tempo de leitura: 2 minutos

Na hora de comprar o home theater, você se depara com uma escolha difícil: receiver Zona B ou Zona 2? Conheça a diferença e descubra qual o melhor para você!

Na jornada de compra de um home theater, subitamente você se depara com dois tipos de receivers, um Zona B e o outro Zona 2. E aí você fica intrigado: por que um é tão mais caro do que o outro? A hora de tirar essa dúvida é agora, vem com a gente!

Receiver Zona B e receiver Zona 2: qual a diferença?

Na verdade a diferença entre ambos é bem fácil. O receiver Zona B apenas copia o mesmo som que está sendo reproduzido no ambiente principal. Já o Zona 2 permite que seja colocado um som diferente do que está sendo reproduzido no ambiente principal.

Mas qual deles será o melhor para o seu caso? Afinal, os receivers com Zona 2 são bem mais caros do que os receivers com Zona B. Por isso, compreender bem o que cada um faz é importante na hora de fazer a sua escolha.

Quando o receiver Zona B é mais indicado

O receiver Zona B, que sai bem mais em conta, expande o som que está sendo tocado no ambiente principal. Então, para muita gente não há necessidade de pagar mais caro por um recurso que provavelmente não será usado.

Um dos clientes da Audio Prime, por exemplo, montou uma sala com um home theater 5.1 e só queria expandir o áudio do filme ou do show que estivesse assistindo para o espaço gourmet (zona B).

Assim, bastou adicionar mais duas caixas embutidas no gesso. O receiver Zona B é perfeito nesse caso porque para ele não fazia sentido ter música diferente nos dois ambientes, que são integrados.

Quando o receiver Zona 2 é melhor

E o receiver Zona 2? Bem, tirando as funções extras – como o espelhamento de HDMI, que permite colocar duas TVs ou ter uma delas com imagem diferente no outro ambiente – basicamente ele permite sons diferentes em ambientes diferentes.

Pode ser o caso, por exemplo, de quem tem um home theater dentro de casa e uma área externa com piscina. 

Assim, em determinada situação, um grupo pode estar assistindo ao futebol na imersão 5.1 da melhor qualidade dentro de casa e outro grupo na piscina ouvindo uma música do Spotify, por exemplo.

Ou seja, enquanto um faz streaming de áudio em um ambiente, outro assiste TV ou a um filme no ambiente principal, sem interferência de um no outro.

Quando o futebol acabar, por exemplo, ainda é possível expandir o som que está sendo ouvido lá fora para a casa inteira, se essa for a vontade na hora.

Agora que você já sabe a diferença entre os dois tipos de receivers fica bem mais fácil fazer a sua escolha, não é?

E para você, qual é o receiver ideal, o Zona B ou Zona 2? Escreva para nós aqui nos comentários como é o seu projeto e conte com a Audio Prime para ajudar você em toda a sua jornada de compra do seu som ambiente!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.